6 dicas para ter um estilo de vida mais saudável

Como transformar seu estilo de vida em um estilo de vida mais saudável? Normalmente, sempre dizemos que temos que fazer dieta, ser mais rigorosos com o álcool e comer menos doces para ter uma mente e um corpo mais saudáveis, mas mesmo esses objetivos são difíceis de encontrar.

Portanto, queremos sugerir pequenas mudanças que você pode adicionar no seu dia a dia e, assim, obter um corpo mais saudável e ter mais energia. Mesmo com grandes mudanças e objetivos em mente, se você começar pouco a pouco com esses hábitos saudáveis, você criará uma rotina diária mais fácil de manter. Veja nossas 6 dicas para ter uma melhor qualidade de vida.

Alongar por 5-10 minutos por dia
Se você se exercita diariamente ou não, o alongamento melhora o bem-estar físico. Alongar-se depois de sair para correr ou ter pesos é a melhor maneira de reduzir dores após o exercício, mas também é muito bom, mesmo que você não tenha praticado esportes. Verificou-se que o alongamento entre 5 a 10 minutos antes de ir dormir melhora a qualidade do sono e aumenta a sensação do dia após ter descansado totalmente.

comida de verdade – tem hábitos saudáveis
Escolha comida real e não processada
Se você vai fazer a compra para o supermercado, é aconselhável que você não passe fome, pois você fará a compra com os olhos e não conscientemente. Depois de ter comido, é mais fácil tomar decisões sensatas.

Tente escolher os alimentos menos processados ​​e os alimentos que têm menos processos químicos: vegetais, frutas, legumes, laticínios etc.

Mulher bebendo água – vida saudável
Beba muita água ao longo do dia
Recomendamos que você se levante para beber um copo de água para iniciar o seu metabolismo, sentir-se mais fresco e fazer com que o cérebro comece com mais força ao dia. Depois de ter tido um longo sono, nosso corpo pede para nos hidratar.

Também recomendamos que você beba muito chá, água com limão ou bebidas naturais em vez de bebidas processadas.

Tome banhos frios
Como parte de sua rotina diária, você pode implementar essa mudança e tomar banhos frios. O chuveiro será revigorante, limpando completamente o seu cérebro. Você não perderá muito tempo no chuveiro e ajudará seu corpo a se adaptar às diferentes temperaturas. Merece a pena!

Leia também: Cromofina funciona

Siga a regra 20 -20- 6
Muitos dos trabalhos atuais nos obrigam a ficar na frente de um computador por 8 horas e nos fazer perder a visão ou ter uma dor de cabeça. Recomendamos que a cada 20 minutos aproximadamente, descanse 20 segundos a vista olhando para uma distância de 6 metros, ajudando seus olhos a descansar e evitando que sequem. Se você não fizer isso, recomendamos que use gotas para hidratar os olhos, como essas gotas sempre claras.

Fique em uma perna enquanto escova os dentes
Ok, nós reconhecemos que isso soa um pouco estranho. Mas à medida que envelhecemos, perdemos o equilíbrio. Então, se todas as noites, antes de ir dormir, fizermos este pequeno exercício, poderemos melhorar seu equilíbrio. Mesmo que você use lentes de contato mensais, pode fazer o mesmo exercício por mais tempo.

Tente incorporar algumas dessas dicas toda semana até que elas sejam tão fáceis que elas estejam completamente em sua rotina diária. Esperamos que você veja a diferença em apenas algumas semanas e sinta-se mais energizado e saudável sem fazer uma grande mudança.

Graças ao desenvolvimento tecnológico e a expectativa de vida aumentou significativamente nos últimos anos. Muitas pessoas vivem mais de 90 anos e permanecem em excelente estado de saúde! Mas há realmente um segredo para a longevidade? Como conseguir viver por muito tempo e ficar em boa forma? Muitas perguntas surgem de novo e de novo quando você quer um centenário! Você quer saber as melhores dicas para viver long e com excelente saúde? Este artigo é para você!

Dica 1 / viva bem por um longo tempo: pratique um esporte regularmente

O ritmo da vida. Além disso, a vida diária acelerada na sociedade moderna impede que muitas pessoas pratiquem esportes regularmente. É por isso que, nos últimos anos, tem havido um aumento exponencial de pessoas que sofrem de doenças crônicas, como obesidade, pressão alta, diabetes … Essas doenças afetam milhões de pessoas em todos os lugares. mundo, causando sérios problemas de saúde.

Uma vida equilibrada, com base na prática do desporto é a melhor maneira de superar esses problemas de saúde e para alcançar uma vida longa. O esporte é um meio de promover o bem-estar, para ter um corpo sexy, independentemente da idade, e manter-se em excelente forma.

Se você gostou desse artigo conheça nosso site de saúde preferido, o blog da cis.

Mas isso não é tudo! À medida que envelhecemos, nossas células nervosas tendem a degenerar. Além disso, tendemos a recair sobre nós mesmos e evitar o contato com o mundo exterior. Seja qual for a atividade esportiva que você queira praticar, o esporte é essencial para o bem-estar psíquico. A uma curta distância, fitness ou andar de bicicleta todos os dias nos permitem permanecer inteligente, melhorar a sua independência pessoal e reintegrar na sociedade você!

Dica 2  / viva bem por muito tempo  : prefira uma dieta balanceada adaptada à sua idade

Saúde, longevidade e nutrição são inseparáveis! Se você quer viver por um longo tempo, você deve dar grande importância à sua dieta . A junk food é uma parte importante da vida moderna. Muitos alimentos, vendidos no mercado, são alimentos industriais. Estes alimentos são recheados com açúcar, sais, conservantes, corantes industriais e vários outros produtos químicos que são perigosos para a saúde e podem aumentar o risco de morte em adultos e idosos (doenças cardiovasculares, problemas biológicos, sistema endócrino …). É por essa razão que é essencial recuperar a liberdade de “comer bem”.

Para viver de forma longa e saudável, você deve mudar a maneira de comer. Aconselhamo-lo a livrar-se de todos os alimentos refinados, isto é, de origem industrial e contendo muitos conservantes. De fato, as indústrias adicionam esses conservantes por razões econômicas, sem dar importância à saúde dos consumidores. Lembre-se também de evitar alimentos que sejam muito doces e gordurosos (evite que o equipamento celular funcione adequadamente).

Lembre-se sempre que uma dieta padrão não existe. Sua dieta deve ser equilibrada e apropriada para a sua idade. Comer saudável, respirar a saúde e viver por muito tempo passam preferindo frutas e vegetais orgânicos. Seu prato deve sempre ser composto de saladas, fonte de vitamina de carotenóides e minerais que evitam as células oxidantes rápidas.

Pare de comer fora também. Estes pratos são muitas vezes prejudiciais à saúde. Gosta de cozinhar em casa para respirar felicidade e saúde!

Dica 3  / vivendo bem por muito tempo  : pare de fumar e usar drogas

O vício, também chamado de vício, é um comportamento caracterizado por um desejo repetido e irreprimível. Esse processo é sempre acompanhado por uma incapacidade de controlar esse comportamento, apesar do conhecimento de suas conseqüências negativas.

O vício sempre se manifesta como falta quando se é privado de uma necessidade não vital, como comida e sono. Difícil falar sobre os perigos quando falamos sobre o assunto de fumar, fumar ou dependência de certas drogas pesadas. O tabagismo e o uso de drogas são vistos como as principais causas de morte para milhões de pessoas em todo o mundo. Segundo as últimas estatísticas, mais de 8 milhões de pessoas (jovens, adultos, mulheres e homens) morrem por causa do vício. Além disso, a taxa de mortalidade aumenta especialmente entre pessoas que sofrem de dependência de tabaco e drogas.

Se você quer viver muito tempo, você deve se livrar desses venenos. Saiba que é sempre possível parar de fumar encontrando outras maneiras de gerenciar suas preocupações diárias. O cuidado psicológico, por exemplo, ajuda a fortalecer sua motivação para que você possa parar o consumo desses venenos que reduzem a duração de sua vida todos os dias.

Então, o que você está esperando para você se livrar dos cigarros e garantir o seu bem estar e sua vitalidade!

Dicas para Crianças e Famílias Saudáveis

Criar uma família nem sempre é fácil. Você está ocupado e seus filhos também. Há muito o que fazer em pouco tempo. Mas as apostas são altas. Hoje, muitas crianças estão com sobrepeso ou obesas. Um estilo de vida saudável e ativo pode ajudar a manter o peso. Também pode prevenir problemas de saúde, como diabetes, doenças cardíacas, asma e pressão alta.

É importante criar hábitos saudáveis ​​desde o início. Isso ajudará você a fazer escolhas inteligentes para sua família. As crianças imitam os pais, por isso é importante dar um bom exemplo. As dicas abaixo podem ajudar sua família a ser saudável e feliz.

Caminho para melhorar a saúde
Comendo melhor (para crianças e famílias)
Comece o dia com um café da manhã saudável. Ele reabastece o corpo e fornece energia para o dia.
Deixe as crianças ajudarem a planejar e preparar uma refeição por semana.
Coma juntos como uma família sempre que possível.
Tome tempo para comer e mastigue lentamente. Leva 20 minutos para o cérebro dizer ao corpo que você está cheio.
Coma mais vegetais e frutas frescas. Apontar para um total de 2 xícaras de frutas e 2 1/2 xícaras de legumes por dia.
Coma mais grãos integrais. Exemplos incluem aveia, arroz integral, centeio e massa de trigo integral. Tente comer pelo menos 3 onças de grãos inteiros por dia.
Beber grande quantidade de líquidos. Escolha água, leite com baixo teor de gordura ou sem gordura e bebidas de baixa caloria.
Sirva uma variedade de alimentos.
Sirva comida em pequenas porções.
Comendo melhor (para os pais)
Recompense as crianças com louvor e não com comida.
Não exija nem recompense “um prato limpo”. Deixe que seus filhos peçam mais se ainda estiverem com fome.
Leia os rótulos nutricionais para o tamanho da porção e essa informação pode ajudá-lo a selecionar alimentos que atendam às necessidades da sua família.
Asse, assar ou grelhar alimentos para reduzir
Evite cozinhar com manteiga ou óleo vegetal. Use versões mais saudáveis, como azeite, canola ou óleo de girassol.
Escolha lanches que fornecem nutrientes e energia. Estes são essenciais para crianças ativas e em crescimento.
Pergunte ao seu médico sobre suplementos vitamínicos para você e seus filhos.
Ser mais ativo (para crianças e famílias)
Mova mais. Tente obter entre 30 e 60 minutos de atividade física por dia. Sessões curtas de movimento ao longo do dia se somam.
Inclua atividade física em sua rotina diária. Ande como uma família antes ou depois das refeições.
Faça o recreio com a sua diversão em família. Seja ativo, atirando aros ou jogando tag.
Seja ativo em casa. Por exemplo, você pode espanar, aspirar, jardinar ou passear com o cachorro. Essas atividades são boas maneiras de queimar calorias.
Inclua atividades, como caminhadas ou ciclismo, quando você sair de férias.
Conheça as suas necessidades diárias de calorias. Equilibre as calorias que você consome com as calorias que você queima.
Limite o tempo de TV, computador e vídeo game a menos de 2 horas por dia. Incentive a atividade física em vez disso.
Ser mais ativo (para os pais)
Estacione o carro mais longe no trabalho ou nas lojas.
Vá pelas escadas ao invés do elevador.
Desça do ônibus uma parada mais cedo e ande o resto do caminho.
Exercite-se enquanto assiste televisão em casa. Use uma máquina, levante pesos e estique.
Caminhe para fazer recados.
Seja um modelo para seus filhos. Faça algo ativo todos os dias.
Quão ativo és?
Use os exemplos abaixo para medir seu nível de atividade. Obter uma mistura de níveis e tente aumentar ao longo do tempo.

Moderado Vigoroso Mais vigoroso
Andando Correndo Corrida
Pisando na água Natação (esforço leve) Natação (esforço pesado)
Bicicleta (10 mph) Bicicleta (12 mph) Bicicleta (mais de 14 mph)
Dançando Aeróbica de baixo impacto Aeróbica de passo
Jarda trabalho / jardinagem Cortar relva com segadeira de mão Cavar uma vala
Caminhadas Jogando tênis de duplas Jogando tênis de solteiros
Aspiração Movendo móveis Jogando basquete ou futebol
Brincar com as crianças Levantamento de peso Patinação em linha
Coisas a considerar
Siga estas dicas adicionais para criar um estilo de vida saudável para você e sua família.

Mantenha um diário alimentar. Acompanhe o que você come, quanto, quando e por quê.
Mantenha um log de atividades. Acompanhe o seu exercício: tipo, tempo e nível.
Coma na mesa da cozinha. Evite comer no carro ou enquanto assiste TV. Isso ajuda você a se concentrar em quanto você come e pode ajudar a evitar excessos.

Leia também: White Max funciona
Coloque os treinos no seu calendário para mantê-los. Ajuste a roupa de exercício na noite anterior.
Estabeleça metas que você pode alcançar. Por exemplo, almeja comer mais vegetais e menos alimentos altamente calóricos.
Coma apenas quando estiver com fome. Não coma porque está entediado, cansado ou estressado. Em vez disso, crie outros hábitos. Por exemplo, dê um passeio, jogue um jogo, leia um livro ou chame um amigo.
Tente não comer demais. Quando você não estiver mais com fome, empurre o prato para longe.
Compre mantimentos com o estômago cheio. Isso ajudará você a fazer escolhas alimentares mais saudáveis. É mais difícil resistir a impulsos ou más escolhas quando o estômago está vazio.
Seja esperto sobre o que você bebe. A maioria das bebidas são calorias vazias.
Escolha água ou opções de pouca ou nenhuma bebida calórica. Um 32 oz. refrigerante regular tem até 400 calorias.
Limite quanto álcool você bebe.

Fonte: https://www.valpopular.com/white-max-funciona/

7 remédios para cólica que não podem faltar em casa

Afetando sobretudo as mulheres durante o período menstrual, as cólicas representam um incômodo e tanto para quem sofre com elas. Como se não bastasse a irritação e as demais alterações hormonais durante a Tensão Pré Menstrual (TPM), estima-se que entre 70 e 90% das mulheres são afetas por essas dores agudas no baixo-ventre, que vão e voltam.

É pensando nisso que, no artigo de hoje, listaremos 8 eficazes remédios para cólica que não podem faltar em casa, para amenizar as dores e permitir que você realize as tarefas do dia sem desconforto. Acompanhe!

O que acontece com o organismo quando há cólica?
As cólicas surgem devido à produção excessiva de prostaglandinas, substância natural do organismo que aumenta no início da menstruação, sobretudo naquelas mulheres que mais sofrem com essas dores.

É justamente essa ação das prostaglandinas a causadora das temidas contrações no útero — que, na tentativa de eliminar o endométrio, produzem as cólicas, um dos problemas ginecológicos que mais afetam mulheres no mundo todo.

Para se ter uma ideia, em alguns casos, o incômodo chega a ser tão intenso que se torna incapacitante e interfere no dia a dia da mulher. Nessas situações, se a dor for muito forte ou persistir até mesmo após o final da menstruação, um médico deverá ser consultado.

Leia também: Atroveran funciona

Todavia, salvo esses casos que necessitam de atenção profissional, os remédios para cólicas representam uma ótima alternativa para mandar o incômodo para longe. Abaixo, conheça aqueles que não podem faltar em sua casa!

Quais remédios para cólica devo ter em casa?
1. Ibuprofeno
O ibuprofeno é um agente anti-inflamatório de propriedade analgésica. Trata-se de um fármaco bastante indicado para o alívio de dores — inclusive as na região pélvica, como as cólicas menstruais — uma vez que ajuda a reduzir a produção das enzimas causadoras desse desconforto.

Além disso, sua ação é considerada moderada por apresentar menos reações adversas que os demais. Por esse motivo, ele pode ser usado tanto em crianças (sob indicação médica) quanto em adultos.

2. Feldene
O Feldene é um anti-inflamatório não esteroide indicado para uma variedade de condições — inclusive aquelas que requerem atividade analgésica, para a redução ou desaparecimento da dor.

Além de aliviar inflamações na coluna, músculos e articulações, o Feldene é uma opção certeira para aliviar cólicas menstruais, podendo ser usado por adultos e crianças acima de 12 anos. Seus efeitos podem ser notados em cerca de 1 hora após utilização.

3. Ponstan
O Ponstan é certamente um dos remédios para cólicas mais conhecidos. Seu princípio ativo é o ácido mefenâmico.

Ele é um agente anti-inflamatório não-esteroide que inibe a produção das substâncias estimulantes da inflamação, gerando atividade anti-inflamatória, analgésica e antipirética (redução ou até mesmo supressão da febre). O medicamento é contraindicado para menores de 14 anos.

4. Paracetamol
Você provavelmente já conhece ou ouviu falar em Paracetamol, não é verdade? Trata-se de um fármaco analgésico amplamente utilizado ao redor do mundo, indicado para a redução da febre e para o alívio de dores — incluindo as cólicas menstruais.

Seu uso é adulto e pediátrico, com efeito 15 a 30 minutos após a administração oral, permanecendo por 4 a 6 horas.

5. Doralgina
A Doralgina é um remédio com atividade antiespasmódica e analgésica, indicado para o tratamento de diversos tipos de desconfortos, como cólicas, dores de cabeça e enxaquecas.

Os efeitos de sua ação ocorrem também entre 15 a 30 minutos após administração oral, permanecendo por 4 a 6 horas.

6. Buscopan (ou Atroveran)
O Buscopan e o Atroveran também são antiespasmódicos recomendados para quem sofre com desconfortos abdominais e pélvicos, como as temidas cólicas menstruais.

O Buscopan age exatamente onde é necessário, com efeitos colaterais bem tolerados. Já o Atroveran tem ação analgésica, sendo bastante eficiente no combate à dor.

7. Anticoncepcionais
Além da ação contraceptiva, os anticoncepcionais orais podem acabar de vez com as cólicas menstruais. Contudo, é crucial conversar primeiramente com um ginecologista para saber qual o mais indicado ao seu caso.

A dismenorreia ou disminorreia, mais conhecida como cólica menstrual, é uma dor que acomete a região pélvica que ocorre antes ou durante o período menstrual, atingindo aproximadamente 50% das mulheres em idade fértil.

Pode ter etiologia primária (ou essencial) ou secundária:

Dismenorreia primária: não existem problemas orgânicos subjacentes. A dor inicia-se normalmente a partir do segundo ano após a menarca, coincidindo com o início dos ciclos ovulatórios.
Dismenorreia secundária: ocorre devido a alterações orgânicas. Pode iniciar-se em qualquer idade, e pode estar associada a ciclos anovulatórios.
Existem fatores que agravam o quadro de dismenorréia, como:

Primária: nuliparidade (nunca ter tido filhos), obesidade, tabagismo, histórico familiar positivo.
Secundária: infecções pélvicas, doenças sexualmente transmissíveis, endometriose.
O sintoma que predomina é a cólica. Costuma aparecer na véspera ou algumas horas antes da menstruação e aumentar de intensidade nos dia seguinte. Pode localizar-se na parte inferior do abdômen ou ser difusa, lembrando movimentos intestinais. Quando a dor está localizada na região de baixo ventre, costuma difundir-se para a raiz das coxas e região lombar, podendo ser confundida com dores na coluna. Muitas vezes a dor pode vir acompanhada de outras queixas, como cefaléia (que pode ser persistente e do tipo enxaqueca), náuseas, vômitos, diarréia, irritabilidade, depressão, fadiga e dificuldade de convívio social.

Leia também: Cólica menstrual

O diagnóstico é clínico, com base no histórico, exame físico e ginecológico. Certas vezes, necessita de exames complementares para exclusão de outras causas desses sintomas.

O tratamento é feito baseado na etiologia. A primária pode ser abordada de acordo com o desejo ou não das pacientes a contracepção. Nesse caso, a primeira escolha é a utilização de anticoncepcional oral, que tem uma eficácia de até 90%. Os antiinflamatórios não-esteróides (AINES) são as drogas de segunda escolha, pois sua utilização é limitada devido aos efeitos colaterais, sensibilidade à droga ou contra-indicações. A dismenorreia secundária pode ser tratada com foco no fator desencadeante, com abordagem cirúrgica ou clínica de acordo com o caso.